Toscana – Roteiro Itália – Parte 4

Como eu disse no post anterior, a Toscana é a melhor parte da viagem. Não só pelas cidades, mas as próprias estradas entre uma cidade e outra são uma atração a parte. Passamos duas noites em Florença e, no último dia, fui acordada com uma mega surpresa!  Meu namorado tinha programado um passeio de balão pela Toscana (detalhe que eu amo balão, tenho até uma tatuagem)! Um carro nos buscou às 6h30 da manhã e nos levou para o passeio de balão (eu só soube que a surpresa era essa quando vi o balão). O passeio é muito legal, você vê aquele cenário de milhões de vinícolas, é lindo. Ao final do passeio eles servem café da manhã delicioso, até compramos o azeite deles. Vale a pena fazer o passeio! A empresa chama Tuscany Ballooning.

Passeio de Balão
Passeio de Balão

De lá fizemos check out no hotel, pegamos o carro que havíamos reservado na locadora de automóveis e partimos rumo às cidadezinhas da Itália.

É proibido estacionar no centro de Florença, só se for em estacionamento rotativos que são bem caros. Então, eu recomendo passar alguns dias em Florença e no último dia alugar um carro para rodar a Toscana e se hospedar nos agro hotéis que são hotéis no meio do campo, geralmente vinícolas.

A nossa primeira parada foi na cidade de Volterra. É uma cidade bem pequena mas muito charmosa. Estava muita chuva então nem temos fotos.

De lá seguimos para o nosso hotel Il Colombaio di Santa Chiara, o melhor da viagem! É de uma família italiana, o hotel fica na casa deles que é uma vinícola, só o neto da família que fala inglês, mas ele não fica direto lá, o principal contato é com os avós que são uns fotos, super simpáticos (apesar da dificuldade na comunicação), é uma ótima oportunidade para ter contato com uma família local. Assim que chegamos, o avô nos serviu o vinho que eles produzem lá, o café da manhã é sensacional, é na sala da casa. Tudo é feito lá mesmo; o pão, o azeite, o salame, o pão, enfim, tudo. Compramos para trazer o azeite e o salame artesanal.

Este hotel fica bem próximo à cidade de San Gimignano que é super fofa. Tem várias lojas de artesanato, restaurantes. A Igreja de lá é linda e tem uma torre que você pode subir e ter uma vista fantástica da Toscana. Quem estiver em Florença ou Siena e quiser fazer um bate-volta dá pra ir de trem ou ônibus.

No segundo dia fomos visitar o castelo Di Brolio que atualmente se chama Barone Ricasoli . Lá você faz um tour (tem que comprar com antecedência no site) no castelo, eles contam toda a história do Barone Ricasoli e depois faz o tour na vinícola, eles mostram todo processo de fabricação do vinho em que tem o vinho Chianti como carro-chefe e depois tem uma degustação. O pacote que compramos também tinha direito a um menu degustação em um dos restaurantes da casa, chamado L’Osteria. Muito boa a comida, os pratos eram harmonizados com vinhos. Esse castelo só dá pra ir de carro. O passeio na vinícola custou 100 euros e o menu degustação 50 euros.

De lá fomos para Monteriggioni que é uma vila murada, tem uma vista incrível da Toscana, parece que a cidade só tem 40 habitantes. Vale a visita também.

No dia seguinte fomos à Siena, conhecemos a Duomo de Siena, visitamos a cidade que não é tão pequena quanto as outras. Siena tinha uma rixa com Florença, as duas cidades eram rivais antigamente. Comemos uma pizza no restaurante Il Pomodorino, muito gostosa e que tem uma vista linda da cidade.

De lá fomos para Montalcino, conhecemos a cidade, mas estava muito frio, compramos o vinho Brunelo que o tradicional daquela região. Depois seguimos para o hotel Villa Nottola que fica bem próximo à Montepulciano. O hotel também é uma vinícola e lá eles fazem umas geleias sensacionais, se for, compre a geleia de cebola.  Rs

À noite jantamos no restaurante Acqua Cheta, em Montepulciano. Segundo meu amigo que mora na Itália, esse é o melhor restaurante da Toscana. Na minha humilde opinião é mesmo. Só entra com reserva e eles fazem turnos, por exemplo, tem reserva às 20h e às 21h. Eles só liberam o grupo das 21h, quando o grupo das 20h sai. Então fica todo mundo esperando do lado de fora. As mesas são comunitárias, e tipo uma taberna. A bisteca Fiorentina, carro chefe da casa, é do boi fresco, parece que ele mata o boi naquela semana e a carne é feita na brasa. Para acompanhamento peça uma pera com queijo pecorino, parece esquisito mas é delicioso. Todos os dias mudam algumas opções do cardápio, para ter uma ideia, o cardápio é escrito a mão. Caso você não se hospede próximo à cidade, faça uma reserva para o almoço. A cidade de Montepulciano também é linda, super charmosa e vale a pena conhecer.

No dia seguinte partimos para a região de Umbria e conhecemos a cidade de Assis, onde nasceu São Francisco de Assis. A cidade é bem cheia de turistas, ela recebe muito turismo religioso, são multidões de ônibus. A Igreja de São Francisco de Assis é muito bonita, assim como toda a cidade.

Assis
Assis

De lá partimos para o hotel na região que nem vou indicar porque não gostamos muito, ficava no alto de uma colina então não é fácil o acesso. No dia seguinte fomos para a cidade de Perugia, chegamos lá e estava tendo um festival de chocolate! Sensacional! Comemos muito chocolate, o evento estava bem movimentada, aquele chocolate Bacci é de lá. A cidade também é muito bonita.

SONY DSC
Festival de chocolate em Perugia

De lá partimos para Roma que é o tema do próximo post.

Começamos a viagem por Veneza e Milão, depois seguimos para Cinque Terre, depois Florença e Toscana.

 

Anúncios

3 comentários sobre “Toscana – Roteiro Itália – Parte 4

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s